Direitos humanosPolíticaRio de Paz

DIREITOS HUMANOS NÃO TEM LADO: HOMENAGEM AOS POLICIAIS MILITARES MORTOS EM 2015

By 8 de dezembro de 2015 No Comments

AVISO DE PAUTA

O Rio de Paz, filiado ao DPI da ONU, fará na próxima quinta-feira (Dia da Declaração Universal dos Direitos Humanos) ato público em memória dos policiais militares mortos em 2015. A manifestação será realizada a partir das 6h na praia de Copacabana, em frente à avenida Princesa Isabel.

Fotos de todos os policiais que sofreram morte violenta, em serviço ou não, serão espalhadas nas areias da praia. Soldados e oficiais da Polícia Militar, moradores do Rio de Janeiro e parentes de PMs depositarão flores às 11h30 em homenagem aos policiais.

Por acreditarmos que os policiais militares sofrem também violação dos direitos humanos, o ato público terá como objetivo cobrar do poder público:

  1. Melhoria das condições de trabalho.
  2. Amparo aos familiares dos que foram assassinados.
  3. Socorro aos feridos, que carregam no corpo e na mente sequelas causadas pelo exercício da profissão. 

"Num dia tão emblemático como o da Declaração Universal dos Direitos Humanos, precisamos nos lembrar que o compromisso com a defesa dos direitos humanos não pode ser seletivo. Nós, que fazemos parte dos movimentos de direitos humanos, historicamente, nas mais diferentes partes do mundo, vemos o Estado como o grande perpetrador da violação de direitos. Pelo fato de as forças policiais serem agentes do Estado, nos esquecemos que, devido às suas condições de trabalho, elas podem ser vítimas dessas mesmas violações. Não há dúvida de que esse é o caso da relação entre poder público e a Polícia Militar do Rio de Janeiro".

 

Antônio Carlos Costa

Fundador da ONG Rio de Paz 

 

 

 

Antonio Carlos Costa

Antonio Carlos Costa

Teólogo, jornalista e ativista social. Plantador da Igreja Presbiteriana da Barra (Rio de Janeiro) e fundador da ONG Rio de Paz. Nascido no Rio de Janeiro em 1962. Casado com Adriany. Pai de três filhos: Pedro, Matheus e Alyssa.

Leave a Reply