0
Antonio Carlos Costa
DevocionalTeologia

QUANDO PECAMOS CONTRA O PECADO

By 12 de maio de 2015 No Comments

Vietnam-war-1965O evangelho de Cristo jamais será apreciado pelo homem enquanto o conceito de pecado não for corretamente compreendido. Sua mensagem é chamada de boa notícia. Por que? Porque Cristo, no evangelho, anuncia à humanidade que Deus, por causa da morte do seu único Filho, perdoa àquele que se arrepende e crê. Como nos interessarmos, contudo, por um perdão que julgamos não precisar?

A indiferença que muitos demonstram em relação ao ponto de vista bíblico sobre o pecado, deve-se, em grande parte, ao pecado que temos cometido contra o conceito de pecado. Nós o transformamos numa caricatura. Pecar não se trata de cometer erro banal que deve ser punido por um ser implacável, caprichoso e meticuloso. O que é pecar? 

Pecar é não fazer a vontade de Deus. Aquele que nos criou e sustenta o nosso batimento cardíaco quer que vivamos a vida que ele próprio vive -uma vida de amor. Nós não conseguimos amar. Somos viciados em nós mesmos. Nossa maior ambição é a nossa felicidade, que nos leva a relativizar a verdade, passar por cima do próximo e odiar a Deus. Qualquer livro de história geral prova que há algo errado conosco. Nossas guerras matam mais do que as tragédias naturais. No século passado, o mais violento de todos os tempos,  matamos mais de 180 milhões de pessoas. Por que mais de um bilhão de seres humanos vivem na miséria? Por causa dos sistemas político-econômicos? Pergunto, quem os maneja? Com a conivência de quem?

O evangelho é a boa notícia, que revela ao homem o amor de um Deus que, desviou da raça humana a sua ira e a trouxe para si mesmo, punindo na pessoa do seu Filho os nossos pecados -a nossa incapacidade de amar. A justiça exigia a punição de todos. O amor desejava o perdão. Cristo morreu para que o amor e a justiça pudessem dar as mãos. Agora, ele anuncia a todos que se arrependam e creiam em Cristo, a fim de se libertarem da escravidão ao egoísmo e da culpa, e iniciarem um processo de transformação pessoal através do relacionamento diário com aquele que veio para nos ensinar a amar.

Pecar é não amar. Não amar é feio. Não tenho nenhuma vergonha de dizer que o homem é pecador. Como também não tenho vergonha de anunciar a vinda do amor ao mundo de desamor a fim de salvar os que desaprenderam a amar. O evangelho é belo.

 

Antônio C. Costa 

 

Antonio Carlos Costa

Antonio Carlos Costa

Teólogo, jornalista e ativista social. Plantador da Igreja Presbiteriana da Barra (Rio de Janeiro) e fundador da ONG Rio de Paz. Nascido no Rio de Janeiro em 1962. Casado com Adriany. Pai de três filhos: Pedro, Matheus e Alyssa.

Leave a Reply