Thumb_030A3959_1024
O mundo livre tem que se levantar. Esses fanáticos estão apostando no terror. Sim!, para eles morte e destruição são meios para alcançarem seu fim. Qual fim? O fim da liberdade, da paz, do diálogo, da busca de solução pacífica e racional para os problemas entre os homens. Eles querem a uniformidade, o obscurantismo, a ditadura religiosa. O fim é o fim. 

Uma ferida foi aberta no mundo civilizado. Nossa geração, que já sofre as consequências dos atentados terroristas anteriores, verá reforçado o medo, a paranoia, a desconfiança, a xenofobia, o belicismo. Pode ter certeza que as bombas e os tiros que causaram destruição em Paris atingiram a você e a mim. Imagine o que virá se essa gente crescer em poder, capilaridade e potencial bélico.

Por favor, não aborde esse crime hediondo usando de explicações que, se aplicadas a outros atentados contra a humanidade, justificariam até mesmo o Nazismo. 

É hora de, juntos!, dizermos que o que fizeram ontem em Paris atingiu a todas as cidades nas quais a liberdade, a fraternidade e a igualdade são valores inegociáveis. 

Antonio Carlos Costa

Antonio Carlos Costa

Teólogo, jornalista e ativista social. Plantador da Igreja Presbiteriana da Barra (Rio de Janeiro) e fundador da ONG Rio de Paz. Nascido no Rio de Janeiro em 1962. Casado com Adriany. Pai de três filhos: Pedro, Matheus e Alyssa.

Leave a Reply